Arquivo: Agosto 2008

São Pio X
21 de agosto de 2008
Papa e Confessor
SALESIANO COOPERADOR
(+ Roma, 1914)

Nascido numa humilde família do norte da Itália, foi com grande sacrifício que Giuseppe Sarto conseguiu estudar e ordenar-se sacerdote. De grande inteligência e ainda maior piedade, fez uma carreira eclesiástica brilhante, sendo sucessivamente coadjutor de paróquia rural, pároco, cônego da catedral de Treviso, bispo de Mântua, cardeal-patriarca de Veneza e, por fim, Papa. Seu lema, "Tudo restaurar em Cristo", acompanhou-o desde a humilde aldeiazinha em que começou a trabalhar até o sólio de São Pedro. Seu pontificado foi dos mais fecundos da História da Igreja. Foi chamado o "Papa da Eucaristia", pois incentivou a prática da comunhão freguente e permitiu a Primeira Comunhão a crianças pequenas, tão logo atingissem o uso da razão. Restaurou o canto gregoriano, ordenou a codificação do Direito Canônico, reformou a Cúria Romana e o Breviário, defendeu os direitos da Igreja lesados por governos anticatólicos e, sobretudo, foi o Papa que fulminou a grande heresia de nosso século, o modernismo, chamado por ele "a síntese de todas as heresias". Foi canonizado em 1954.

(Fonte: "Cada dia tem seu Santo", de A. de França Andrade - Artpress)

PESAR SALESIANO

Queridos hermanos y hermanas:

En el día de ayer falleció tragicamente, asesinado de manera vil, nuestro hermano JUAN CARLOS QUEVEDO, salesiano cooperador de Guatemala, ex coordinador nacional, quien junto a su familia fue emboscado y asesinado él y su hijo diego de 15 años. Su esposa Brenda y su otra hija Gabriela sobrevivieron, fueron atendidas en el hospital y se encuentran en recuperación.

Les pido unirnos en oración por este acontecimiento. La Familia Salesiana y la Asociación en la Región estamos de luto y nos sentimos tristes por tan lamentable suceso.

Que Dios acoja en su seno el alma de nuestro hermano JUAN CARLOS y su Hijo DIEGO.

Paz a sus restos.

En Don Bosco


Thomas Polanco
Consejero Mundial Região Pacífico-Caribe América Norte.



Sorocaba tem nova Salesiana Cooperadora

Em Sorocaba, no dia 9 de agosto, durante celebração presidida pelo inspetor salesiano P. Marco Biaggi, concelebrada pelo delegado do centro local P. Gilberto Cucas e pelo pároco P. Vicente Guedes, e com a presença do coordenador provincial Salesiano Cooperador Carlos R. Minozzi, o Centro Local Colégio São José celebrou o compromisso de Liduína Lunardi Vieira como Salesiana Cooperadora.

Na ocasião também foi comemorado o aniversário do P. Guedes, com a presença de uma delegação de paroquianos de sua antiga paróquia, do Sagrado Coração de Jesus, em São Paulo.





PÍLULAS DE PÃO

Em 1844, em Montafia d´Asti, um tal senhor Turco caiu doente com febres tão persistentes que nenhuma receita médica conseguia curá-lo.

A família recorreu a Dom Bosco que, aconselhando ao doente a Confissão e a Comunhão, lhe entregou uma caixinha de pílulas para serem tomadas diariamente, e para cada pílula que tomasse o doente devia recitar três Salve-Rainhas à Virgem.

Depois de confessar e comungar, o paciente começou o tratamento e em poucos dias estava curado.

Essa cura repentina causou a admiração de todos. O farmacêutico do lugar quis fazer a análise das pílulas milagrosas, mas qual não foi o seu espanto quando viu que não continham nada mais além de pão.

Repetiu a análise, desta vez com mais cuidado e precisão e auxiliado por um colega.

O resultado foi o mesmo, os dois acabaram concordando:

- É pão! Só pão e mais nada, não resta dúvida!

O senhor Turco foi então fazer uma visita a Dom Bosco em Turim para agradecer-lhe. Contou-lhe a história da análise que era a conversa do dia entre os habitantes do lugarejo.

Dom Bosco respondeu rindo:

- Sim, era pão e as três Salve-Rainhas que o senhor recitava em estado de graça eram o prodigioso complemento do pão.

(do Livro: Os sorrisos de Dom Bosco. P. Luis Chiavarino, p.95-96)


Hoje, dia 05 de agosto
é aniversário
de Fundação
do Instituto das Filhas
de Maria Auxiliadora.

Nossos Parabéns à todas as

Filhas de Maria Auxiliadora,

que vivem

o espírito Mornesino em nossos dias.




ELE MESMO RIA
POR TER SIDO UM TANTO IRADO

    Um dia – isso quando tinha quatro ou cinco anos – ardendo de sede, o pequeno entrou em casa junto com o irmão José e pediu água. A mãe, tirando a água do poço, deu-a antes a José, o mais velho. Joãozinho, suportando mal tal mostra de preferência, recusou quando chegou a sua vez, com um gesto de quem não queria mais beber.
    Sem uma palavra, a mãe pôs a água no jarro. Joãozinho ficou algum tempo em silêncio, e depois exclamou timidamente:
- Mamãe!
- O que é?
- Eu também quero água.
- Eu pensei que você não estivesse com sede.
- Perdoe-me, mamãe, balbuciou Joãozinho, que rindo se lhe atirou aos braços.

(Do Livro - OS SORRISOS DE DOM BOSCO – Chiavarino, P.Luiz, Pia Sociedade de São Paulo, 1946)


 
 

 
 



® 2008 Salesianos Cooperadores Brasil - © Todos os direitos reservados

 
     
secretaria@salesianoscooperadores.org
formacao@salesianoscooperadores.org
administracao@salesianoscooperadores.org
giseldafigueiredo@hotmail.com
migueis04@uol.com.br
robertovieira_nunes@hotmail.com
delegada_fma@salesianoscooperadores.org
delegado_sdb@salesianoscooperadores.org
sscc@salesianoscooperadores.org



Conselho Mundial
SDB Casa Geral
FMA Casa Geral
Vaticano
CNBB
União pela Vida
Ex-Alunos Mundial
 
         



Alto da página




Brulars e Schatzmann